Newsletter

X
Digite seu email no campo abaixo e cadastre-se para receber nossas notícias.
Cadastrar

MAS SÃO PAULO

Secretaria da Cultura

Nossas Exposições

Recolhimento da Luz, Benedito Calixto (1853-1927), óleo sobre tela, séculos XIX/XX.

Doutores e Doutoras da Igreja


Duração:
06 maio 2017 - 03 setembro 2017

MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO CELEBRA 10 ANOS DA POSSE
DO ARCEBISPO DE SÃO PAULO COM MOSTRA INÉDITA

O Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP, instituição da Secretaria da Cultura do Estado, exibe mostra Doutores e Doutoras da Igreja: A Beleza do Testemunho, da Vida e da Palavra, que celebra os 10 anos de arcebispado do Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer. Sob a curadoria de Marcos Horácio Gomes Dias e Vanessa Beatriz Bortulucce, a exposição é composta de 45 obras – entre esculturas, pinturas, objetos religiosos e outras peças – que revelam a trajetória dos mestres cristãos, homens e mulheres que definiram questões importantes para a cristandade.

A divulgação da tradição cristã foi realizada pelos doutores da Igreja, que contribuíram para a compreensão da fé e para o entendimento da própria instituição religiosa. Sofreram perseguição e, juntamente com os papas, elaboraram regras e fundamentaram profunda e filosoficamente as diretrizes instituídas, esclarecendo a razão de ser da espiritualidade dos indivíduos. Suas vidas e ideias foram cultuadas e estudadas pelos membros da Igreja e, posteriormente, seus nomes elevados aos altares para servirem de exemplos de conduta e reflexão. “Os doutores originais da Igreja foram os santos teólogos da Igreja ocidental, como Santo Ambrósio, Santo Agostinho, São Jerônimo, Santo Tomás de Aquino e o Papa São Gregório I. As mulheres doutoras são Santa Catarina de Siena e Santa Teresa d’Ávila, ambas nomeadas apenas em 1970. A alemã Santa Hildegarda de Bingen e a francesa Santa Teresinha do Menino Jesus chegariam aos altares brasileiros com a romanização da Igreja a partir do século XIX”, explica Marcos Horácio Gomes Dias.  

As imagens expostas dos Doutores da Igreja trazem um discurso sobre a história da Igreja Católica Romana e da necessidade da inspiração divina e da espiritualidade para o comportamento humano. Além das figuras masculinas, há de se ressaltar o feito de mulheres que assumiram importante papel e imprimiram seus nomes na História. “É a sensibilidade do ‘feminino’ que nos mostra o ‘Rosto’ amoroso e misericordioso de Deus”, comenta o Padre José Arnaldo Juliano dos Santos

De acordo com Vanessa Beatriz Bortulucce: “As quatro doutoras que compõem a mostra foram reconhecidas pela Igreja não apenas pelas suas atuações em defesa da fé e do papa, mas também por demonstrarem inigualável dinamismo espiritual, pelas ações infatigáveis voltadas ao fortalecimento do cristianismo, pelas suas atitudes reformadoras, bem como pela maestria e habilidade expressas em seus escritos, poemas e doutrinas, mesmo sem que lhes fosse concedido o direito de estudar”.


Exposição “Doutores e Doutoras da Igreja: A Beleza do Testemunho, da Vida e da Palavra”
Curadoria: Marcos Horácio Gomes Dias e Vanessa Beatriz Bortulucce
Abertura: 6 de maio de 2017, sábado, às 16h
Período: 7 de maio a 2 de julho de 2017 - prorrogado até 03 de Setembro de 2017
Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo - www.museuartesacra.org.br
Endereço: Avenida Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo | Metrô Tiradentes
Tel.: (11) 3326.5393 – agendamento/ educativo para visitas monitoradas
Horário: terça a domingo, das 9h às 17h
Ingresso: R$ 6,00 (estudantes pagam meia entrada); Grátis aos sábados. Isentos: idosos acima de 60 anos, crianças até 7 anos, professores da rede pública (com identificação) e até 4 acompanhantes
Número de obras: 45


IMPRENSA

Museu de Arte Sacra de São Paulo
Silvia Balady – silvia@balady.com.br
Zeca Florentino – zeca@balady.com.br
Tel.: (11) 3814-3382 

Secretaria de Estado da Cultura
Gisele Turteltaub - Tel.: (11) 2627.8162 - gisele@sp.gov.br
Viviane Ferreira - Tel.: (11) 3339.8243 - viferreira@sp.gov.br


Sobre Marcos Horácio Gomes Dias

Doutor em história pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-2012), possui mestrado em história social pela Universidade de São Paulo (USP-2000), pós-gradução em arte e cultura barroca pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP-1999) e graduação em ciências sociais pela Universidade de São Paulo (USP-1995). Atualmente é professor do Museu de Arte Sacra de São Paulo (MAS), da Universidade São Judas Tadeu (USJT) e do Centro Universitário Assunção (Unifai). Tem experiência na área de história e sociologia, com ênfase em história, atuando principalmente nos seguintes temas: História da Arte no Brasil; História do Barroco e do Rococó; Neoclássico, Império e Século XIX no Brasil; Teoria da Cultura; Patrimônio Histórico; História da Produção da Imagem; Teoria da Comunicação e Realidade Sócio-Econômica e Política Brasileira. Desde 2014 é professor convidado pelo Museu de Arte Sacra de São Paulo (MAS) para ministrar aulas e cursos sobre a história da arte e da cultura no Brasil. Em 2015 foi eleito o melhor professor de Comunicação Social da Região Sudeste pela IMPRENSA Editorial (Revista Imprensa/Portal Imprensa).

Sobre Vanessa Beatriz Bortulucce

Graduada em história pela Universidade Estadual de Campinas (1997), mestra em história da arte e da cultura pela Universidade Estadual de Campinas (2000) e doutora em história social pela Universidade Estadual de Campinas (2005). Possui pós-doutorado pelo Departamento de Letras Modernas da FFLCH-USP. Atualmente é docente nas seguintes instituições: Centro Universitário Assunção (UNIFAI), Universidade São Judas Tadeu e Museu de Arte Sacra de São Paulo. Tem experiência na área de História da Arte e da Cultura, atuando principalmente nas áreas da cultura do século xx: arte moderna, arte contemporânea, futurismo italiano, Umberto Boccioni, arte e política, história em quadrinhos e cultura de massa, história do design, teoria da comunicação e análise das mídias, estudos iconográficos, cinema, indústria cultural, tradução.


MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO
Lqdi