Newsletter

X
Digite seu email no campo abaixo e cadastre-se para receber nossas notícias.
Cadastrar

MAS SÃO PAULO

Secretaria da Cultura

Nossas Exposições

Recolhimento da Luz, Benedito Calixto (1853-1927), óleo sobre tela, séculos XIX/XX.

Relíquia: Transcendência do Corpo


Duração:
07 outubro 2017 - 08 janeiro 2018

NOVA MOSTRA DO MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO EXIBE RELÍQUIAS INÉDITAS

Relicários, tecas, medalhas, estampas e outros objetos contam a História do mundo ocidental

O Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP, instituição da Secretaria da Cultura do Estado, exibe "Relíquia: Transcendência do Corpo", com curadoria de Ario Borges Nunes Junior e Beatriz Vicente de Azevedo. A exposição é composta por cerca de 300 peças e retrata os 21 séculos da era cristã, a partir de um fragmento da cruz em que Jesus foi crucificado, passando por todas as fases da História, até a relíquia de S. João Paulo II, falecido em 2005.

Para a Igreja, o termo “relíquia” designa os restos mortais de santos reconhecidos oficialmente por ela, além dos objetos que pertenceram a eles ou estiveram em contato com seus corpos. Desde a antiguidade cristã, as relíquias dos mártires eram consideradas pelos fiéis como mais valiosas que as pedras preciosas e mais estimadas que o ouro. Para Ario Borges Nunes Junior, o interesse pelas relíquias foi decorrente de um ímpeto adolescente e do intenso estudo sobre a vida dos santos, personagens que desde sempre chamaram sua atenção. A origem de seu acervo remonta o ano de 1976, quando começou a fazer contato com as congregações religiosas, guardiãs da memória material dos seus membros mais ilustres não só no Brasil, mas também em outros países. Em suas palavras: "A  formação de psicanalista me fez constatar que aquele interesse adolescente genuíno sobre os santos poderia se transformar em uma transbordante fonte de reflexão sobre a natureza humana".

Esta nova exposição do Museu de Arte Sacra de São Paulo apresenta a História do mundo ocidental por meio desses objetos, elementos materiais que testemunham, ainda que minimamente, uma conjunção de histórias. A curadora Beatriz Vicente de Azevedo comenta: "A exposição 'Relíquia, Transcendência do Corpo' é motivo de orgulho para a cidade de São Paulo. É inacreditável e admirável que seja possível encontrar na nossa cidade um acervo tão rico e tão completo de relíquias que vão desde os primórdios do Cristianismo até os dias atuais. Visitar a exposição é a oportunidade de fazer um verdadeiro mergulho na História do mundo ocidental, tendo como base a Igreja". 


Exposição: “Relíquia: Transcendência do Corpo
Curadoria: Ario Borges Nunes Junior e Beatriz Vicente de Azevedo
Abertura: 7 de outubro de 2017, sábado, às 11h
Período: 8 de outubro de 2017 a 8 de janeiro de 2018
Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo - www.museuartesacra.org.br
Endereço: Avenida Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo (ao lado da estação Tiradentes do Metrô) 
Tel.: 11 3326-5393 – agendamento / educativo para visitas monitoradas 
Horário: Terça-feira a domingo, das 9 às 17h (bilheteria das 9 às 16h30) 
Ingresso: R$ 6,00 (estudantes e idosos pagam meia); grátis aos sábados 
Técnicas: Relicários, tecas, medalhas, estampas e outros objetos
Número de obras: Cerca de 300


Imprensa: 
Museu de Arte Sacra de São Paulo
Silvia Balady – silvia@balady.com.br / Zeca Florentino – zeca@balady.com.br
Tel.: (11) 3814-3382

Secretaria de Estado da Cultura
Gisele Turteltaub - Tel.: (11) 3339.8162 - gisele@sp.gov.br
Gabriela Carvalho - Tel.: (11) 3339.8070 - gabrielacarvalho@sp.gov.br
Damaris Rota - Tel.: (11) 3339.8308 - drota@sp.gov.br

Ario Borges Nunes Junior

Psicanalista, nasceu em São Paulo e cursou o ensino médio no Colégio São Luís. É doutor em psicologia social (2001), pela USP, doutor em Direito Canônico (2013), pela Pontifícia Universidade Lateranense e pós-doutor em Ciência da Religião (2016), pela PUC-SP. É autor dos livros Êxtase e clausura: sujeito místico, psicanálise e estética (São Paulo, Annablume, 2005), Relíquia: o destino do corpo na tradição cristã (São Paulo, Paulus, 2013), Fenômeno místico: caracterização e estudos de casos (Campinas, Ecclesiae, 2015) e, no prelo, Os estigmas místicos e a psicanálise: um diálogo complexo (Campinas, Ecclesiae, 2018). Dedica o seu tempo de trabalho à clínica psicanalítica. 

Beatriz Vicente de Azevedo

Nasceu em São Paulo, cursou Pedagogia na Pontifícia Universidade Católica, PUC SP, Historia da Arte no Istituto San Pietro Fourrier em Roma, pós-graduação em Administração de Empresas na Fundação Armando Alvares Penteado, FAAP. Foi Diretora Geral do Colégio Nuno de Andrade, Diretora da Sociedade dos Amigos da Arte de São Paulo, SOCIARTE, Diretora Executiva do Museu de Arte Sacra de São Paulo, membro da Coordenação do Primeiro Seminário Internacional Patrimônio Sacro, membro do Conselho e Membro do Comitê de Acervo do Museu de Arte de São Paulo, MASP. É membro do Conselho Consultivo do Museu de Arte Sacra de São Paulo, é membro do Conselho Deliberativo e do Comitê de Programação e Acervo do Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia, MuBE.


MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO
Lqdi